Conheça Chonkosaurus, a tartaruga mais famosa da Internet

Não se trata apenas de um fenômeno viral. O réptil único de 18 quilos foi encontrado no Rio Chicago e conta uma história importante sobre a saúde de nossos cursos d'água.

Por Jason Bittel
Publicado 18 de mai. de 2023, 10:15 BRT
20230505_150139

Embora algumas notícias tenham rotulado o Chonkosaurus como uma fêmea grávida, o réptil é um macho velho que está sofrendo de inchaço, seja por comer demais ou por estar doente.

Foto de Joey Santore

"Olhe para essa fera!", exclama Joey Santore, um botânico norte-americano e popular YouTuber, em um vídeo recente publicado no Twitter.

Santore estava passeando de caiaque no Rio Chicago, perto da Division Street e do lado leste da Goose Island, nos Estados Unidos, quando avistou uma tartaruga imponente se aquecendo em um leito de correntes enferrujadas. "Você está muito bem, estou muito orgulhoso de você", brincou Santore ao passar pelo enorme réptil.

Desde que o vídeo foi postado, a Internet tem estado em um frenesi inexplicável sobre o animal, que Santore apelidou de "Chonkosaurus" devido ao seu tamanho colossal. O especialista em tartarugas Jordan Gray calcula que ela pesa cerca de 18 quilos, um número bastante impressionante para uma tartaruga-mordedora.

"As tartarugas-mordedoras podem viver mais de 100 anos", diz Gray, biólogo de tartarugas e coordenador educacional da Turtle Survival Alliance, organização sem fins lucrativos com sede na Carolina do Sul, Estados Unidos.

A Chonkosaurus também parece ser um macho velho. "Percebo isso pelo arredondamento do focinho e pelo desgaste da carapaça", explica ele. A cloaca, ou seu orifício multiuso, também está localizada longe do centro do corpo. Gray acrescenta que o animal também se destaca por estar inchado, seja por estar doente ou por excesso de comida.

Então, o que um grande réptil está fazendo em uma das cidades mais populosas dos Estados Unidos, especialmente em um corpo d'água historicamente conhecido por sua poluição?

O rio Chicago "foi usado como um banheiro industrial durante o último século e meio", diz Santore à National Geographic. "Ele tinha um odor notório, provavelmente devido a todo o escoamento de esgoto que causava a proliferação de algas."

Mas o fato de agora haver animais no local significa que os esforços para limpar o curso d'água estão funcionando. Gray também observou que as tartarugas-mordedoras são surpreendentemente resistentes e capazes de persistir em áreas poluídas.

"É ótimo e prova algo que eu sempre soube: se você limpar as coisas e começar a plantar plantas nativas, toda a vida selvagem nativa ressurge", diz Santore.

Tartarugas têm papel fundamental no meio ambiente

Embora a tartaruga-mordedora seja notória pela poderosa mordida, que pode cortar um dedo humano com facilidade, Gray afirma que ela não é um animal a ser temido. De fato, o especialista diz que já mergulhou muitas vezes em águas repletas de tartarugas-mordedoras sem nenhum incidente. Algumas vezes, elas até nadaram calmamente entre suas pernas. 

"O instinto imediato delas é fugir e se esconder", explica ele. É claro que isso não quer dizer que os animais sejam inofensivos. "O momento mais complicado para estar perto de uma tartaruga-mordedora é quando ela está fora da água, porque ela se sente vulnerável", diz Gray. "Assim, quando abordadas por humanos fora da água, elas podem se virar e morder rapidamente. Mas esses comportamentos são puramente defensivos e é improvável que ocorram se o animal tiver seu espaço.

É interessante notar que, embora as tartarugas-mordedoras tenham um bico afiado e curvo que podem usar para caçar pequenos peixes, anfíbios, répteis, pássaros e crustáceos, uma parte significativa e subestimada de sua dieta vem de animais mortos. De fato, esses bicos são projetados para rasgar carne em decomposição, não para arrancar dedos de humanos.

Como necrófagas, as tartarugas-mordedoras desempenham um papel fundamental na manutenção da saúde de nossos cursos d'água. "Elas atuam como um mecanismo de limpeza, alimentando-se de peixes e outros animais mortos", diz Gray. "Elas são os abutres de nossos corpos d'água".

Tartaruga-mordedora: difícil de ser avistada 

A tartaruga-mordedora é abundante em uma grande faixa de habitats de água doce na região central e leste dos EUA, bem como no sul do Canadá.

Um dos principais motivos pelos quais elas não são avistadas com frequência, de acordo com Gray, é que essas tartarugas procuram comida à noite. Esses répteis podem prender a respiração por até três horas seguidas e preferem permanecer submersos.

No sul dos EUA, as tartarugas-mordedoras são ativas o ano todo, diz Gray, mas a cada primavera no norte há um pico de avistamentos porque os animais saem do torpor do inverno e se movimentam mais.

Para desfrutar mais da vida selvagem urbana, Santore sugere eliminar os gramados, plantar plantas nativas e incentivar as cidades e os bairros a fazerem o mesmo.

"Você não precisa ir a um zoológico ou passar cinco horas fora da cidade para apreciar a natureza, você pode apreciá-la em seu próprio quintal", conclui Santore. 

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados