Como os peixes dormem? Há mais semelhanças com os humanos do que se imagina

A atividade cerebral dos peixes em seu estágio de sono se assemelha ao repouso humano, resultando em um sono REM prolongado com sinais elétricos repetidos.

Um peixe-palhaço rosa, Amphiprion perideraion, nidifica em uma anêmona.

Foto de Enric Sala
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 2 de ago. de 2023, 11:49 BRT

sono é um processo biológico que ajuda os indivíduos a se revitalizar, manter a saúde e a processar novas informações adquiridas durante o dia. É o que explica um artigo sobre o tema do Instituto Nacional de Medicina dos Estados Unidos (NIH, na sigla em inglês). 

Cada fase ou estágio do repouso é importante porque ajuda a mente e o corpo a descansar e, quando isso não acontece, o resultado pode ser prejudicial à saúde e ao bem-estar de uma pessoa em longo prazo. 

Mas não é só para os humanos que ele é importante. Curiosamente, a forma como os  peixes dormem possui diversas características semelhantes com a das pessoas e pode até ser a peça que faltava em um quebra-cabeças científico para entender a evolução do sono até os dias de hoje. 

As descobertas publicadas pela Fundação Aquae – organização dedicada ao cuidado com a água e o meio ambiente – afirmam que os conceitos básicos do sono evoluíram há pelo menos 450 milhões de anos nos ancestrais do peixe-zebra (Danio rerio), mesmo antes da evolução das espécies animais que se reproduzem dando à luz em vez de botar ovos. 

Há muito tempo, acredita-se que peixes, polvos e outras criaturas marinhas tenham períodos de descanso semelhantes aos dos seres humanos, embora nunca tenha sido possível medir sua atividade cerebral para compreendê-la em profundidade. 

Em um estudo de 2021 da Aquae, os cientistas que investigavam o peixe-zebra desenvolveram um sistema para medir a atividade cerebral e muscular da criatura viva enquanto ela estava dormindo. Determinaram, portanto, que o peixe-zebra tem atividade de sono REM semelhante à humana, com sono prolongado e profundo e atividade muscular rápida. 

Embarcação com peixe-zebra adulto composto por marcações com diferentes cores.

Embarcação com peixe-zebra adulto composto por marcações com diferentes cores.

Foto de Craig Cutler

Quando estavam dormindo, esses peixes paravam de nadar e reduziam seus movimentos físicos para descansar e estagnar em algum lugar de seu ambiente ou, em alguns casos, podiam afundar e permanecer no fundo do mar. 

Outra semelhança está no movimento dos olhos, diz a Aquae. Embora os peixes não tenham pálpebras, a atividade ocular é semelhante à que ocorre em outros mamíferos e até mesmo em humanos quando estão dormindo. 

As fases do sono

Nos seres vivos, o sono tem vários estágios caracterizados por sinais elétricos que, embora deixem os indivíduos dormindo, mantém o cérebro e o coração ainda ativos. 

É o que acontece com os seres humanos durante o sono REM: o cérebro e o organismo são energizados, e é nesta etapa de dormir que ocorrem os sonhos, como informa o NIH em um estudo de 2018 sobre o sono REM. Essa atividade está envolvida também no processo de armazenamento de memórias e aprendizado. 

Nos seres humanos, o sono REM ocupa 25% do ciclo total e ocorre nos primeiros 70 a 90 minutos após o início do repouso, diz o NIH em estudos sobre o tema. Esse ciclo de sono pode se repetir várias vezes em uma noite, independentemente de o ser vivo acordar ou não.

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados