Como a alimentação ajuda o sistema imunológico, segundo a medicina

As células do sistema imunológico são peças do organismo que precisam da ação de vitaminas e minerais para funcionarem corretamente.

Nenhum alimento é totalmente responsável por melhorar ou piorar o organismo. “A questão é o processo como um todo. Todo alimento pode trazer benefícios e malefícios, por isso, é importante consumir todos os grupos alimentares, de forma diversificada e equilibrada”, explica a nutricionista Gabriela Cilla.

Foto de Mark Thiessen
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 29 de mar. de 2023, 10:34 BRT

Nosso organismo funciona como uma máquina, em que cada peça precisa de outra para funcionar corretamente. Quando falamos do sistema imunológico, a alimentação é uma das peças que precisam trabalhar em conjunto para o sucesso do mecanismo. 

“A alimentação tem impacto direto na imunidade porque é dela que nosso corpo tira a energia e todas as vitaminas e minerais que são necessários para que as peças do organismo funcionem”, explica Gabriela Cilla, nutricionista clínica, funcional e esportiva. 

Segundo a profissional de saúde, a explicação médica para essa relação é que os alimentos são 100% responsáveis pela diminuição dos radicais livres no organismo. 

(Mais dicas de alimentação saudável: O que acontece se você comer fruta todos os dias?)

Radicais livres são moléculas instáveis liberadas pelo metabolismo do corpo que, se liberadas em grande quantidade, podem causar morte celular – como células do sistema imune, por exemplo – e doenças degenerativas. Segundo Cilla, esses radicais são criados em diferentes situações, como no excesso de exercícios físicos de grande intensidade e duração, estresse, exposição ao sol em demasiado, fumar ou ingerir alimentos com muita fritura e refinados

“A alimentação atua na diminuição desses radicais livres, neutralizando essas moléculas e melhorando a adaptação do organismo às condições externas”, diz a nutricionista. “Em relação à imunidade, o sucesso do sistema imune está na capacidade dele de se adaptar a qualquer patógeno externo que encontrar. Se ele não se adapta, temos infecções constantes.”

Quais alimentos fortalecem o sistema imunológico?

A partir desse mecanismo do corpo, a nutricionista explica que nenhum alimento é totalmente responsável por melhorar ou piorar qualquer aspecto do organismo. “A questão é o processo como um todo. Todo alimento pode trazer benefícios e malefícios, por isso, é importante consumir todos os grupos alimentares, de forma diversificada e equilibrada”, afirma. 

Como exemplo de alimentos que podem ajudar a imunidade, Cilla menciona os verdes escuros, como brócolis ou espinafre, que têm grande quantidade de fibras e protegem o intestino. Outros são o abacate, peixes ricos em ômega 3 e cúrcuma, que atuam como antioxidantes na neutralização dos radicais livres, e grãos integrais (arroz, aveia, trigo) que são ricos em vitaminas e minerais necessários para o funcionamento celular. 

Entretanto, a profissional de saúde recomenda consultar um nutricionista antes de incluir esses alimentos em sua dieta diária. “A cúrcuma, por exemplo, em teoria poderia ser consumida todos os dias. Mas ela é ácida, então, pessoas propensas à gastrite ou com maior sensibilidade estomacal e intestinal podem ter desconfortos se consumirem muito”, exemplifica. 

Por isso, é sempre importante procurar atendimento médico caso queira adequar a sua alimentação e melhorar seu sistema imunológico. 

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados