O que é a Síndrome de Münchhausen e quais são seus sintomas?

Atualmente, ela é conhecida como um distúrbio factício e pode levar o portador a correr riscos de vida.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 11 de jan. de 2024, 12:05 BRT
Ao se deparar com os sintomas da síndrome, a Clínica Mayo recomenda procurar ajuda médica e ...

Ao se deparar com os sintomas da síndrome, a Clínica Mayo recomenda procurar ajuda médica e psiquiátrica para evitar que o distúrbio se agrave no paciente.

Foto de Spencer Lowell

Quando o assunto é saúde mentalinventar um problema médico para se ausentar do trabalho, mentir sobre a própria condição de saúde ou fingir um acidente para ganhar uma ação judicial não é o mesmo que sofrer da Síndrome de Münchhausen. Isso porque esse transtorno mental apresenta um risco mais sério à integridade do portador, como explica a Mayo Clinic, uma organização de pesquisa e educação médica sem fins lucrativos. 

(Talvez você tenha interesse em: Síndrome de burnout: sintomas, tratamentos e como é enfrentar a doença)

O que é o transtorno factício?

A pessoa que deu seu nome a essa condição existiu e era conhecida como Barão von Münchhausen. Uma publicação na revista científica Scielo chamada "Síndrome de Münchhausen por procuração" afirma que o Barão Münchhausen foi um oficial militar prussiano do século 18 que serviu como mercenário na Rússia e na Turquia. Quando se aposentou, dedicou o restante de sua vida a narrar sua história em contos de fantasia. 

Esses relatos detalhados, que a publicação Scielo descreve como “mentirosos”, mais tarde deram origem a uma síndrome hoje conhecida como transtorno factício. De acordo com a Clínica Mayo, esse transtorno mental é diagnosticado quando uma pessoa "engana os outros fingindo estar doenteficando doente de propósito ou se machucando".

A diferença entre a síndrome de Münchhausen e fingir uma doença por qualquer razão que seja e que, neste caso, a pessoa que sofre de Münchhausen sabe que ela é a causa de seus sintomas ou doença, mas não tem consciência do motivo de seu comportamento ou do problema de enganar os outros

Embora seja uma enfermidade difícil de identificar, a Clínica Mayo recomenda procurar ajuda médica e psiquiátrica para evitar que o transtorno se agrave no paciente. 

Münchhausen: conheça os sintomas desse transtorno

Em seu início, esse transtorno mental pode envolver tanto sintomas leves, como o exagero dos sintomas de uma doença, quanto graves. Uma pessoa com a síndrome pode até falsificar exames médicos para convencer a quem está próximo de que precisa de tratamento para uma doença que não existe de fato.

De acordo com a Mayo Clinic, isso pode significar até mesmo a busca de cirurgia sem uma necessidade real. As pessoas com transtorno factício podem "se esforçar ao máximo para esconder o engano", diz a organização médica. Entre outros sintomas, destacam-se os seguintes:

  • Problemas médicos ou psicológicos astutos e convincentes;
  • Conhecimento de termos médicos e doenças;
  • Contradição nos sintomas;
  • Condições que pioram sem motivo aparente;
  • Buscar atendimento com vários médicos; 
  • Uso de nomes falsos em diferentes hospitais;
  • Impedimento dos médicos falarem com pessoas próximas a quem está  doente;
  • Hospitalizações frequentes;
  • Desejo de se submeter a exames frequentes ou operações de risco;
  • Muitas cicatrizes cirúrgicas ou evidências de vários procedimentos;
  • Receber poucas visitas durante a hospitalização.

O caso Gypsy Rose: um transtorno factício imposto a outra pessoa

Dentro da Síndrome de Münchhausen, há também situações em que uma pessoa com esse distúrbio convence outra de que esta segunda pessoa está doente. 

Ainda sobre o tema, a Mayo Clinic explica que a Síndrome de Münchhausen por procuração (como esses casos são chamados) e agora também conhecida como transtorno factício imposto a outra pessoa, ocorre quando alguém "mente a respeito de outro, indicando que essa pessoa tem sinais e sintomas físicos ou psicológicos de doença;  ou ainda causa lesão ou doença a em um terceiro com a intenção de enganar os outros". 

Nesse caso, aquele que sofre com a Síndrome de Münchhausen por procuração diz que é o outro que está doente e precisa de assistência profissional. De acordo com a fonte médica, esse transtorno mental geralmente se manifesta em pais e mães em relação a seus filhos, que podem ser submetidos a lesões graves ou intervenções médicas desnecessárias. 

Nesse sentido, um dos casos que se tornou conhecido nos últimos tempos é o da jovem norte-americana Gypsy Rose Blanchard, cuja história pessoal deu origem a diversos livros. 

Clauddine Blanchard, conhecida como Dee Dee, era a mãe de Gypsy Rose e sofria de distúrbio factício imposto a outra pessoa (a  Síndrome de Münchhausen por procuração), fazendo da filha a própria vítima. Durante boa parte da infância e da adolescência de Gypsy, Dee Dee alegou falsamente que a jovem sofria de diversas doenças, sendo falsamente diagnosticada com câncer, a ponto de usar cadeira de rodas e até mesmo ter que se alimentar por sonda. 

Como resultado das falsas acusações, Gypsy consumiu vários medicamentos e se submeteu a cirurgias desnecessárias. O caso tomou maiores proporções porque Gypsy Rose acabou assassinando a própria mãe com o objetivo de se libertar da situação. Sua história pessoal é contada também em um filme documental e uma série de TV. 

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados