Como nasce uma estrela

O que são esses pontos brilhantes no céu? Veja como se dá o processo de nascimento de uma estrela e em que locais da galáxia ele acontece.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 28 de out. de 2022 12:13 BRT
Uma região de formação estelar ativa nas proximidades da Via Láctea se assemelha a um diamante.

Uma região de formação estelar ativa nas proximidades da Via Láctea se assemelha a um diamante.

Foto de NASA ESA, NAF-IASF

Uma estrela nasce em galáxias e em diferentes locais do espaço sideral dentro de nuvens de gás e poeira chamadas “nebulosas”. A nuvem mais famosa é a nebulosa de Órion, visível a olho nu, conforme informações da Agência Espacial Europeia (ESA, sigla em inglês). 

A Nasa indica que a turbulência dentro dessas nuvens origina massa suficiente para que o gás e a poeira comecem a colapsar sob sua atração gravitacional. 

Assim, quando a estrela atinge esse estado, o material do centro aquece, gerando três ou quatro bolhas. Essas bolas explicam porque a maioria das estrelas na Via Láctea está emparelhada ou se agrupa em grupos de estrelas múltiplas, explica a agência espacial norte-americana.

Esse processo gera explosões e, assim, nascem as estrelas, como diz a Nasa. Elas são alimentadas pela fusão nuclear de hidrogênio para formar hélio nas profundezas de seus interiores. Quando uma estrela funde todo o hidrogênio em seu núcleo, as reações nucleares cessam. 

Mas nem todo o material de explosões dentro das nebulosas gera estrelas. A poeira restante pode se tornar planetas, asteroides ou cometas – ou ainda permanecer apenas como poeira.

(Veja também: Nasa envia sonda espacial em direção ao Sol - veja como)

Uma imagem de infravermelho próximo mostra detritos rochosos e gelados ao redor de uma jovem estrela.

Foto de OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL GEMINI NOIRLAB, NSF, AURA

Quanto tempo vivem as estrelas?

As estrelas têm tempos de vida variados – em bilhões de anos. Segundo o site da ESA, pequenas estrelas chegam a viver mais de 10 bilhões de anos. Quanto maior a estrela, menor é seu tempo de vida, conforme dados da Nasa. 

Como as estrelas são classificadas

O site da Nasa aponta que as estrelas podem ser classificadas por sua luminosidade, cores e temperaturas. Conforme o diagrama de Hertzsprung-Russell, gráfico usado na astronomia para classificar estrelas, existem os seguintes tipos:

• Estrelas menores:

Conhecidas como anãs vermelhas, elas possuem  apenas 10% da massa do Sol e emitem apenas 0,01% dessa energia. A temperatura delas oscila entre 3 mil e 4 mil K (abreviação de kelvin, unidade de medida da temperatura termodinâmica). São as mais numerosas do universo e vivem dezenas de bilhões de anos.

• Estrelas hipergigantes:

A temperatura da superfície é superior a 30 mil K e podem ser 100 ou mais vezes mais massivas que o Sol. Elas emitem centenas de milhares de vezes mais energia que o Sol, mas têm vida útil de apenas alguns milhões de anos. São raras e toda a Via Láctea, segundo a Nasa, contém apenas um punhado de hipergigantes.

(Confira: Foto do telescópio Hubble mostra estrela mais distante e antiga já vista)

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Espaço
Cometas: o que são e qual a importância deles?
Espaço
O que foi o Big Bang?
Espaço
Nova e supernova: como as estrelas morrem?
Espaço
Quando será possível ver a chuva de meteoros Delta Aquáridas?
Espaço
O que é um asteroide?

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados