O que é um incêndio florestal e por que ele é tão perigoso?

O incêndio florestal no Chile, de fevereiro de 2024, é um bom exemplo de como esses eventos podem evoluir rapidamente e gerar consequências danosas de grande magnitude

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 5 de fev. de 2024, 13:50 BRT
O pessoal da Marinha chilena está mobilizado em apoio às comunidades afetadas pelos incêndios de fevereiro ...

O pessoal da Marinha chilena está mobilizado em apoio às comunidades afetadas pelos incêndios de fevereiro de 2024.

Foto de Divulgação Forças Armadas do Chile Governo do Chile

Os focos de calor que afetam atualmente cerca de dez regiões do Chile mostram o quanto perigoso para o ser humano e para a biodiversidade pode ser um incêndio florestalDe acordo com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), esse tipo de evento acontece quando o fogo se torna um incêndio de queima livre  que afeta a vegetação e representa um risco significativo seja social, econômico ou ambiental. 

A  definição está no relatório “Frontiers: Noise, Flames and Imbalances" (“Fronteiras: Ruído, Chamas e Desequilíbrios”, em tradução livre, publicado pelo PNUMA edição 2022, e acrescenta que, às vezes, os incêndios florestais podem ser de curta duração, afetando uma pequena área. No entanto, alerta a agência, é mais comum que queimem por longos períodos de tempo e atinjam grandes áreas.

O PNUMA esclarece também que o comportamento de um incêndio pode ser eventualmente “benigno” em seu perímetro, mas pode se caracterizar por períodos de rápida propagação e comportamento intenso, o que significa que ações de mitigação de riscos e sua supressão podem ser ineficazes.

O que causa os incêndios florestais?

De acordo com o documento do PNUMA, o surgimento desses eventos pode ter três origens: nascer de forma acidentalnatural e intencional.

A esse respeito, o órgão internacional explica que "embora possa ocorrer naturalmente, a maioria dos incêndios é resultado de ações humanas, como limpeza de terras após o desmatamento industrial e agrícola, ou assentamento humano, além de manejo de pastagens para o gado e até mesmo negligência”.

Os incêndios naturais ocorrem quando três elementos convergem: ignição (o calor do sol ou de um raio inicia o fogo), combustível (há material suficiente para alimentar as chamas) e condições climáticas favoráveis (várias condições, como temperatura, vento ou umidade relativa, possibilitam a propagação do fogo), diz o PNUMA.

Quais são as consequências dos incêndios florestais?

Os incêndios florestais causam enormes danos ao meio ambiente, bem como à propriedade e à vida humana, pois emitem grandes quantidades de poluentes atmosféricos, como carbono negro, material particulado e gases de Efeito Estufa, informa o PNUMA

Parte da fuligem gerada por eles pode ser transportada por longas distâncias e depositada em paisagens remotas, incluindo geleiras. Como resultado, a capacidade da superfície da Terra de refletir a luz solar pode ser reduzida, levando ao aquecimento.

Por sua vez, incêndios florestais grandes e frequentes em florestas boreais e tropicais podem transformar sumidouros de carbono em fontes de gases de Efeito Estufa.

Além disso, mais incêndios podem levar a mudanças de longo prazo na composição das espécies de plantas e na estrutura dos ecossistemas florestais.

A maioria dos incêndios florestais é resultado de ações humanas. Esses incêndios causam danos ao meio ambiente e colocam vidas em risco.

Foto de Ministério da Defesa Nacional do Chile Governo do Chile

Quais são os tipos de incêndios florestais?

O documento do PNUMA reconhece três tipos de incêndios florestais, que dependem da biomassa combustível e das condições climáticas. Deve-se observar que todos os três tipos, ou uma combinação deles, podem ocorrer em um único incêndio.

Incêndios nas copas das árvores

Nesses casos, o fogo sobe do solo até a copa das árvores e pode se espalhar por toda a copa das florestas. Como a agência internacional aponta, eles representam a forma mais intensa e perigosa de incêndio florestal e geralmente são os mais difíceis de suprimir.

Incêndios superficiais

Alimentando-se de folhas, matéria morta e vegetação rasteira, são mais comuns em florestas, savanas e campos altamente produtivos. "Os incêndios superficiais podem se espalhar verticalmente por meio da ignição de arbustos e moitas e se transformar em incêndios de copa”, enfatiza o documento do PNUMA.

Incêndios no solo

Esses incêndios queimam as camadas orgânicas decompostas do solo e geralmente não produzem chamas visíveis. Por esse motivo, é difícil suprimi-los completamente.

Incêndios florestais no Chile em 2024: qual é a situação?

Durante os primeiros dias de fevereiro de 2024, o Chile registrou incêndios florestais em várias regiões do país. Esses focos afetaram principalmente as regiões de Valparaíso, Metropolitana, O'Higgins, Maule, Biobío, Ñuble, La Araucanía, Los Lagos, Aysén e Magallanes.

A magnitude do fogo é tamanha que as autoridades locais descreveram o evento como uma "tragédia nacional" e o presidente chileno, Gabriel Boric, decretou um período de luto nacional de dois dias.

Os incêndios florestais de fevereiro de 2024 afetaram 10 regiões do Chile.  O evento já é considerado uma "tragédia nacional" no país.

Foto de Ministério da Defesa Nacional do Chile

De acordo com Manuel Monsalve, subsecretário do Interior do Chile, até a noite de domingo, 4 de fevereiro, um total de 165 focos de incêndio foram registrados, dos quais 19 estavam sob observação, 40 seguiam em combate, 112 haviam sido controlados e quatro foram extintos.

Além disso, o governo do país também informou que o Serviço Médico Legal (SML) chileno havia confirmado 112 mortes, até o domingo (4) em decorrência dos incêndios florestais. Além disso, estima-se que mais de 14 mil casas tenham sido afetadas (total ou parcialmente) pelos incêndios, segundo dados dos órgão governamentais do país.

No entanto, as autoridades insistem que essas são projeções iniciais que devem mudar com o passar das horas.  De acordo com o mesmo relatório, espera-se que as condições climáticas melhorem tanto na região de Valparaíso quanto no centro do Chile, o que será mais favorável para o controle dos incêndios.

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados