O que é o Efeito Estufa e como ele ocorre?

Embora seja um processo importante para a atmosfera da Terra, o Efeito Estufa aumentou nos últimos anos, causando danos que podem comprometer a vida no planeta.

Vista aérea de uma fábrica de óleo de palma cercada por campos. Malaysia

Foto de Pascal Maitre
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 22 de jan. de 2024, 15:00 BRT

O processo de Efeito Estufa não é, originalmente, algo nocivo para a Terra. Quando ele ocorre de maneira natural na atmosfera, ajuda a controlar a temperatura do planeta para que ela seja propícia para a vida. A Nasa (agência espacial norte-americana) define o Efeito Estufa como  a maneira pela qual o calor fica retido na Terra pelos gases de efeito estufa

No entanto, o Efeito Estufa vem sendo potencializado pela interferência dos seres humanos desde a Revolução Industrial, quando altas quantidades de gases como dióxido de carbono (CO2), óxidos nitrosos (N2O), o metano e o vapor de água passaram a ser jogados em maior volume na atmosfera. 

A emissão dessas substâncias, também conhecidas como gases de Efeito Estufa (GEEs), acontece de diversas formas, mas as principais são a queima de combustíveis fósseis, o desmatamento e a produção global de alimentos e bebidas através da agricultura. Este último ponto, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), é responsável por quase um terço das emissões mundiais de GEEs no mundo. 

Os GEEs agem ajudando a reter o calor emitido pelo Sol dentro da atmosfera do planeta. Isso faz com que se crie uma espécie de “cobertor” envolvendo a Terra, mantendo-a mais quente. 

A Nasa reforça em suas pesquisas que, ao longo do último século, a atividade humana perturbou o equilíbrio energético do planeta ao queimar combustíveis fósseis, como carvão petróleo, o que gera mais dióxido de carbono no ar. Portanto, quanto maior a quantidade de gases do Efeito Estufa produzidos, maior a chance de que haja um aumento de temperatura, como vem sendo notado com as mudanças climáticas dos últimos anos.  

Ainda que o dióxido de carbono, em especial, seja importante para manter a temperatura do planeta estável, segundo a Nasa – já que sem ele o Efeito Estufa natural da Terra entraria em colapso e as superfícies terrestres poderiam ser até 33°C mais frias – quando ele existe em quantidades excessivas no processo, acaba absorvendo maiores mais calor na atmosfera, impactando nas temperaturas que, como se tem notado, podem subir constantemente. 

Recordes de calor nos termômetros vêm sendo superados nos últimos anos, bem como se tem registrado maior derretimento das calotas polaresaquecimento da água dos oceanos e, ainda, eventos extremos da natureza (como ciclones, alagamentos e secas), que também são resultado de um Efeito Estufa descontrolado e do aumento da temperatura na Terra, como vêm alertando os especialistas.

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados