Dia Internacional da Onça-Pintada: 5 curiosidades sobre este felino

Conheça mais sobre o animal que representa a biodiversidade em diversos países das Américas. Descubra onde vivem, porque são adaptáveis ​​e qual é o poder da sua mordida.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 29 de nov. de 2022 10:11 BRT
Uma onça-pintada no Pantanal do Mato Grosso do Sul, no Brasil.

Uma onça-pintada no Pantanal do Mato Grosso do Sul, no Brasil.

Foto de Steve Winter

Onça-pintada, onça-preta, jaguar, yaguareté, canguçu, pintada, pinima, pinima-malha-larga e pixuna. Seja como for chamado, esse felino característico por sua coloração amarelo-dourada e pintas pretas é tido como o símbolo da diversidade de diversos países das Américas. 

No dia 29 de novembro se comemora o Dia Internacional da Onça-Pintada, determinado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) Nesta data, a National Geographic separou curiosidades para apresentar melhor esse animal e chamar atenção para a proteção da espécie. 

1. O maior felino das Américas

A onça-pintada (Panthera onca) é o maior felino encontrado na região das Américas, assim como o maior carnívoro. No mundo, a onça ocupa o terceiro lugar entre os felinos, ficando atrás apenas do tigre (Panthera tigris) e do leão (Panthera leo). 

(Veja também: Você consegue diferenciar uma onça-pintada de um leopardo? Descubra)

De acordo com a organização sem fins lucrativos Onçafari, que atua no monitoramento, estudo e conservação das onças-pintadas no Brasil, o peso e o tamanho dos animais podem variar de acordo com o ambiente. Em média, eles têm entre 65 e 100 quilos, porém machos com mais de 148 quilos já foram registrados no Pantanal brasileiro

2. Em quais lugares do continente são encontradas as onças-pintadas?

A área de ocorrência das onças-pintadas é extremamente ampla latitudinalmente. Originalmente, elas eram encontradas desde o sudoeste dos Estados Unidos até a região central da Argentina.

Hoje em dia, segundo a ONG, devido à perda de habitat e à caça, elas habitam desde o México até o norte da Argentina. O Brasil é o país das Américas com a maior população de onças-pintadas, e onde elas ocorrem em todos os biomas.

Uma onça-pintada na margem de um afluente do rio Cuiabá. Pantanal, Mato Grosso, Brasil.

Foto de MAX LOWE

3. São animais super adaptáveis

De acordo com a Onçafari, esses animais se adaptam a diversos tipos de ecossistemas. Podem ocorrer em áreas de floresta fechada, campos abertos ou regiões áridas e semi desérticas, apesar de preferirem áreas úmidas, com corpos d’água.

Na Amazônia brasileira, por exemplo, pesquisadores observaram que as onças vivem em cima das árvores por até quatro meses do ano. O comportamento acontece quando o habitat fica alagado devido às cheias do Rio Amazonas, que deixa a região abaixo de até 10 metros de água. 

4. As onças são predadoras de topo na cadeia alimentar

Considerada um predador do topo da cadeia, a onça-pintada reina absoluta nos ambientes onde vive. De acordo com a ONG, sua alimentação vai desde tatus e cotias, preguiças e animais maiores, como antas e até jacarés

5. A mordida da onça-pintada é a mais poderosa entre os felinos

A onça não só é um dos maiores felinos como também tem a mordida mais forte entre eles. Segundo a Onçafari, proporcionalmente ao seu tamanho, a mordida da onça é a mais potente na comparação com as demais espécies. 

A mandíbula desse animal é tão forte que é capaz de perfurar facilmente a carapaça de uma tartaruga, por exemplo. 

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Animais
Por dentro da vida quase aquática das onças-pintadas da Amazônia
Animais
Qual é a diferença entre o guepardo e o leopardo?
Animais
5 fatos sobre a pantera negra que você não sabia
Animais
Dia Mundial do Leão: 5 fatos sobre o rei da selva
Animais
Um encontro espetacular com um leão de juba negra da Etiópia

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados