Confira 3 mitos sobre os dinossauros que a ciência já esclareceu

Estes répteis despertam o interesse de fãs e cientistas. No entanto, nem tudo o que é dito sobre eles é verdade.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 6 de set. de 2023, 13:00 BRT
Um Deinosuchus, ancestral dos crocodilos, ataca um Albertossauro.

Um Deinosuchus, ancestral dos crocodilos, ataca um Albertossauro.

Arte de Raul Martin

Como os dinossauros se extinguiram há milhões de anos, o cinema tornou-se a principal forma das pessoas conhecerem essas criaturas fascinantes.

No entanto, os filmes recheados de aventura e ação nem sempre são fidedignos à verdadeira aparência e à natureza dos dinossauros

Confira, à luz da ciência, três fatos sobre os dinossauros que você não sabia – ou pensava que eram justamente o oposto.

1. O velociraptor tinha penas

O velociraptor foi retratado em filmes em várias ocasiões e, em muitos casos, aparece como um animal grande com a pele descoberta.

No entanto, segundo o Museu de História Natural do Reino Unido (NHM, na sigla em inglês), o velociraptor teria o tamanho aproximado de um peru. 

Além disso, desde meados da década de 1990 já se sabe que esse animal era coberto de penas, as quais serviam, possivelmente, para a termorregulação. Ou seja, as penas ajudavam o animal a se manter aquecido.

2. O Tiranossauro rex não poderia ter perdido uma luta para o espinossauro

O Spinosaurus é o único dinossauro conhecido por ter se adaptado à vida na água.

Arte de Davide Bonadonna

Tiranossauro rex e o espinossauro já se enfrentaram no cinema e o T-rex primeiro perdeu a luta. Entretanto, isso não teria como acontecer na vida real.

Primeiramente, os dois animais viveram em épocas diferentes – com cerca de 25 milhões de anos de diferença, diz o NHM. 

Outro ponto é que o espinossauro se alimentava principalmente de peixes e passava a maior parte do tempo na água. Por mais que ocasionalmente comesse outros dinossauros, não caçaria um animal tão grande como o Tiranossauro rex.

Portanto, mesmo se os dois vivessem no mesmo período, dificilmente eles teriam se enfrentado, explica a instituição britânica.

3. O Tiranossauro rex não corria tão rápido quanto muitos imaginam

Você provavelmente se lembra desse gigante correndo em alta velocidade atrás de suas presas em algum dos filmes temáticos sobre dinossauros. Mas a verdade é que cenas assim são completamente fora da realidade.

De acordo com o NHM, as velocidades de corrida dos dinossauros foram estudadas e as pesquisas mais recentes sugerem que o T-rex mal conseguia correr mais rápido do que um ser humano. 

Acredita-se que esse gigante atingia uma velocidade máxima de cerca de 16 quilômetros por hora. Os dinossauros que ele caçava também não corriam tão rápido, informa o Museu de História Natural do Reino Unido.

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados