Saiba mais sobre a formiga-bala, o inseto com a picada mais dolorosa do mundo

A dor extrema da mordida desse inseto se assemelha a um tiro, e há um povo indígena que se submete a elas intencionalmente em seus rituais de iniciação para se tornarem guerreiros.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 13 de jun. de 2023, 15:58 BRT
A formiga-bala é conhecida por sua picada extremamente dolorosa.

A formiga-bala é conhecida por sua picada extremamente dolorosa.

Foto de David Liittschwager

formiga-bala (Paraponera clavata) é um inseto que habita as regiões úmidas e tropicais da América Central e do Sul, principalmente em países como Brasil, Bolívia e Peru, além de Venezuela, Honduras e Costa Rica. É conhecido por vários nomes, todos relacionados ao seu potencial de picada e limiar de dor, explica um artigo da Encyclopedia of Life (EOL). 

  • Na Venezuela, ela é conhecida como "La hormiga de las 24" devido ao tempo que uma pessoa pode ser afetada por seu ataque;
  • Formiga-cabo-verde, formigão o formigão-preto (formiga preta grande) são outros nomes dados a essa formiga; 
  • No idioma tupi-guarani, a formiga-bala é conhecida como tocanderatocandira tocanquibira, que significa "aquela que fere profundamente"

(Talvez você se interesse por: Qual é o inseto mais forte do mundo em relação ao seu tamanho?)

Uma das picadas mais dolorosas na escala de Schmidt 

A EOL diz que a formiga-bala ocupa o primeiro lugar no pódio como a mordida mais dolorosa no "índice de dor Schmidt", uma escala que vai de 0 (sem dor) a 4 (mais dolorosa), de acordo com o trabalho de pesquisa desenvolvido pelo entomologista norte-americano Justin O. Schmidt, que se submeteu a ataques de insetos para classificá-los. 

De acordo com Schmidt, a dor da picada da formiga-bala é semelhante a "andar sobre brasas com um prego de cinco centímetros cravado no calcanhar". Outras vítimas a classificaram como uma aflição semelhante a um tiro, daí o nome popular. Quando a formiga se alimenta de suas vítimas, ela causa ondas de dor ardente e latejante que podem durar até um dia, informa o EOL. 

A principal neurotoxina produzida pelo inseto é chamada de Poneratoxina. Trata-se de um peptídeo paralisante do veneno que, além da dor devastadora, causa retenção de líquidos (edema), aumento da frequência cardíaca (taquicardia) e a expulsão de sangue por meio das fezes, lista a enciclopédia. 

(Relacionado: 5 fatos sobre a vinchuca, o inseto que transmite a doença de Chagas)

Os ritos do povo Sateré-Mawé, na Amazônia, com a formiga-bala

Há uma comunidade indígena na Amazônia que submete intencionalmente as crianças de seu povo a serem picadas, em um ritual de iniciação para se tornarem guerreiros. O ritual do povo Sateré-Mawé, de acordo com a enciclopédia, consiste em colocar pelo menos 80 formigas para dormir com um sedativo natural e em seguida colocá-las em uma luva feita de folhas.

As formigas então recuperam a consciência e são intencionalmente provocadas com fumaça espalhada pelo iniciador da cerimônia. Na sequência, a mão da criança é colocada dentro da luva e mantida lá por entre cinco e dez minutos. Após o ritual, a mão e parte do braço ficam temporariamente anestesiados pelo veneno da formiga-bala, e podem tremer de dor por dias, de acordo com a EOL. 

Como parte do ritual, as crianças precisam sentir essa dor pelo menos 20 vezes ao longo de vários meses ou até anos. 

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados