Este alimento pode te ajudar a ter mais anos de vida

O consumo deste alimento está relacionado a um menor risco de mortalidade e as pessoas podem utilizá-lo para substituir outros tipos de comida.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 29 de ago. de 2023, 21:02 BRT
Azeitonas recém-colhidas e folhas de oliveira de uma fazenda biodinâmica.

Azeitonas recém-colhidas e folhas de oliveira de uma fazenda biodinâmica.

Foto de Leah Nash

Que frutas, verduras e legumes ajudam a ter uma vida mais longa e saudável, já é de conhecimento de todas as pessoas. No entanto, há um outro alimento cujos efeitos benéficos ainda são desconhecidos por muitos.

Seja em pratos crus ou cozidos, o azeite de oliva é um ingrediente usado em uma variedade de receitas, sendo popular na famosa dieta mediterrânea, que traz benefícios para a saúde. 

Um estudo recente associou o consumo de azeite de oliva a uma maior longevidade e a um menor risco de morte

De acordo com o artigo publicado em 2022 no Journal of the American College of Cardiology (revista médica dos Estados Unidos especializada em cardiologia), o consumo de azeite de oliva era conhecido por reduzir o risco de doenças cardiovasculares, mas sua relação específica com a diminuição da mortalidade ainda não estava clara.

Um chef derrama azeite sobre uma bandeja grande de cebolas roxas antes de assá-las.

Foto de CATHERINE KARNOW

A relação entre o consumo de azeite e a redução do risco de mortalidade

Os pesquisadores decidiram, então, investigar mais a fundo a questão. Ao longo de 28 anos (entre 1990 e 2018), eles avaliaram a saúde de mais de 30 mil homens e 60 mil mulheres norte-americanos e chegaram à conclusão de que esse produto tem um efeito sobre a longevidade.

Os especialistas descobriram que, em comparação com quem nunca ou raramente consome azeite de oliva, aqueles na categoria de consumo mais alto (mais de 7 gramas por dia) têm um risco:

  • 29% menor de mortalidade por doenças neurodegenerativas 
  • 19% menor de mortalidade por doenças cardiovasculares
  • 18% menor de mortalidade por doenças respiratórias 
  • 17% menor de mortalidade por câncer

Além disso, os especialistas descobriram que a substituição de 10 gramas por dia de gorduras como margarina, manteiga ou maionese pela quantidade equivalente de azeite de oliva foi associada a um risco menor de mortalidade.

No entanto, é uma área que ainda exige mais estudos e o resultado não significa que o azeite deve ser consumido exageradamente no dia a dia como se fosse uma “fórmula mágica”. 

O ideal é conciliar uma alimentação balanceada com uma vida saudável (incluindo a prática regular de exercícios físicos).

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados