A pizza como conhecemos hoje é um prato típico da culinária italiana que se espalhou pelo ...

Qual é a origem da pizza? Conheça algumas curiosidades sobre a sua história

Aproveite o Dia da Pizza para celebrar esse prato querido no mundo inteiro e também para descobrir suas curiosidades e mistérios.

A pizza como conhecemos hoje é um prato típico da culinária italiana que se espalhou pelo mundo como resultado da imigração - e ganhou diferentes recheios em cada canto do planeta.

Foto de Krista Rossow
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 9 de jul. de 2024, 17:00 BRT

No Brasil, 10 de julho é considerado o “Dia da Pizza”, mas sabemos que esse prato faz parte da rotina alimentar de muita gente em todo mundo, estando presente no dia a dia. Conhecida como um disco achatado de massa coberto com molho de tomate e queijo muçarela, a pizza foi com o tempo ganhando os mais diversos ingredientes de azeitonas, anchovas, linguiça a frango desfiado, catupiry e, ainda, morangos e chocolate, em versões doces.

A origem desse prato mundialmente popular é atribuída à culinária italiana, especialmente da cidade de Nápoles. Embora a pizza possa se originar de tempos muito antigos. No entanto, alguns fatos, como o local exato de sua criação e a etimologia de seu nome, ainda não estão claros. Vamos dar uma olhada na história deste famoso prato por meio de quatro curiosidades divertidas.

(Veja também: Qual é a origem do cacau? O fruto que é a base do chocolate)

1. A focaccia é um ancestral da pizza?

O costume de assar um pedaço de massa obtido pela combinação de água e farinha de trigo remonta ao Oriente Médio, de acordo com o site da Superintendência de Arqueologia, Belas Artes e Paisagem do município de Nápoles, na Itália, um órgão responsável pela proteção do patrimônio da cidade: a pizza.

Alguns marcos importantes foram registrados na antiguidade que comprovam essa origem no Oriente. É o caso da descoberta do fermento pelos antigos egípcios, que resultou em massas mais macias e leves.

Quanto ao preparo da massa, sabe-se que "primeiro os etruscos (civilização que floresceu na região central da Itália entre os séculos 8 e 3 a.C.), depois os gregos e os romanos preparavam uma espécie de focaccia redonda (um dos mais antigos pães italianos) assada no fogo, ao calor das cinzas", destaca a organização italiana.

Mais tarde, com a chegada dos lombardos à península italiana no século 7 d.C., o pedaço de pão assado recebeu um nome e foi batizado de bizzo ou morso (mordida), acrescenta a organização.

2. Desde quando se come pizza?

Embora se encontre precedentes para esse prato em séculos anteriores, o termo "pizza" não apareceu em documentos históricos até por volta do ano 1000, de acordo com a Superintendência Napolitana. Um exemplo desses registros é um documento datado de 1195, escrito na região de Abruzzo, na Itália.

Outros documentos, mais recentes, que atestam sua existência foram elaborados pela Cúria Romana (congregações e tribunais da Igreja Católica Romana) no século 14. Eles mencionam produtos típicos de panificação chamados pizispissas. Enquanto isso, na Descrição dos Lugares Antigos de Nápoles (1535), Benedetto Di Falco escreveu que, no século 16a "focaccia, em napolitano, era chamada de pizza".

Esses são alguns possíveis antecedentes da pizza como se conhece atualmente. Além disso, sabe-se que, no século 18, a pizza era preparada em pequenos locais com fornos a lenha e vendida nas ruas.

A origem da pizza é atribuída à culinária italiana, especialmente da cidade de Nápoles. Na foto, uma pizza de manjericão recém-assada.

Foto de Lance Cheung USDA Media

Segundo a agência italiana, há um documento histórico que descreve que em 1807 havia mais de 60 fabricantes de pizza em Nápoles. Isso seria uma indicação da importância do prato naquela época e de que seu preparo já era considerado uma arte que exigia dedicação. A pizza já era popular em todas as esferas da vida, de acordo com a Superintendência. De fato, acredita-se que o rei Fernando IV de Nápoles (1751-1825) encomendou ao filho de um conhecido dono de restaurante a construção de um forno de pizza no Palácio Real de Capodimonte.

A agência relata ainda que a primeira receita de pizza, como é conhecida hoje, respeita o “usi e costumi di Napoli e contorni descritti e dipinti” (ou seja, respeita os hábitos e costumes de Nápoles), conforme relatado no livro de Francesco De Bourcard, publicado em 1853 que especificava que, para os ingredientes, poderia ser usado "quel che viene in testa" (o que vier à mente).

3. Qual é a verdadeira origem da pizza margherita?

Entre as muitas variedades de sabores existentes de pizza, a margarita é uma das mais famosas no mundo inteiro e a sua origem é muito interessante.

Segundo a tradição italiana, o criador desse sabor de pizza foi o pizzaiolo Raffaele Esposito. Acredita-se que, em 1889, quando a rainha Margherita de Savoy que era casada com o rei Humberto I – o primeiro rei da Itália unificada – chegou com o marido a Nápoles para uma visita e, enquanto o casal passeava pela cidade, notaram um aroma delicioso vindo de uma pizzaria. Intrigados, convidaram o cozinheiro ao Palazzo di Capodimonte para preparar o prato para eles.

A história popular diz que o cozinheiro preparou três tipos diferentes de pizza para os monarcas e, de acordo com um artigo do site norte-americano da National Geographic intitulado “Pizza Margherita may be fit for a queen, but was it really named after one?” explica que no dia seguinte, o cozinheiro Esposito recebeu uma carta de Camillo Galli, funcionário dos monarcas, dizendo-lhe que os pratos tinham agradado o rei e a rainha, mas que a favorita da rainha Margherita era uma em particular: a pizza que imitava as cores da bandeira italiana que era feita com tomates vermelhosqueijo muçarela brancamanjericão verde fresco.

A história popular conclui que Esposito batizou o prato com o nome da rainha e nasceu a especialidade napolitana clássica. Mas essa é uma história contestada. Como adverte o artigo da National Geographic dos Estados Unidos, alguns aspectos dessa história foram verificados. 

mais populares

    veja mais

    A arte tradicional dos pizzaiolos napolitanos faz parte do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. Aqui, um homem cozinha uma pizza em um forno a lenha na histórica cidade italiana.

    Foto de Tino Soriano

    Por exemplo,sabe-se que em 1889 Esposito era sim proprietário de uma pizzaria, que os monarca Humberto e Margherita de fato visitaram Nápoles, mas historiadores apontaram que o prato já existia pelo menos três décadas antes da visita real a Nápoles (portanto, não seria uma novidade). Além disso, a comparação da letra de Galli em alguns documentos com a carta que foi enviada em 11 de junho de 1889 não coincidem.

    Então, de onde vem a famosa história? Uma teoria é que Giovanni e Pasquale Brandisobrinhos de Maria (a esposa do pizzaiolo em questão), que assumiram a pizzaria em 1932, inventaram a farsa em sua ânsia de expandir os negócios.

    Hoje, no entanto, a história da pizza margherita envolvendo os reis é a mais conhecida. Até mesmo o antigo estabelecimento de Esposito ainda está em funcionamento em Nápoles e, desde 1989, tem uma placa para comemorar o centenário do nome do prato.

    4. Nápoles, o ponto de partida da mais famosa pizza 

    As primeiras pizzarias foram abertas em Nápoles, na Itália. Só que com o passar dos anos, a receita se espalhou pelo resto do país e depois pelo mundo. De acordo com a organização napolitana, após a Segunda Guerra Mundial e com o “boom” industrial, muitas pessoas imigraram para outras cidades e países, e levaram consigo suas tradições gastronômicas.

    Gradualmente, as pizzarias se espalharam por todos os continentes e as pessoas deram asas à sua criatividade culinária para criar inúmeras variações de recheios enriquecidos pelos costumes locais e pelos ingredientes disponíveis.

    Hoje, esse prato é servido em casas e restaurantes de todo o mundo. Mesmo assim, a autêntica pizza napolitana continua a ser reconhecida como o local original do alimento. Tanto que o Ministério de Políticas Agrícolas, Alimentares e Florestais da Itália a classificou como um produto agroalimentar tradicional da região da Campânia. Além disso, desde 2010 é certificado como uma especialidade tradicional garantida pela Comunidade Europeia.

    mais populares

      veja mais
      loading

      Descubra Nat Geo

      • Animais
      • Meio ambiente
      • História
      • Ciência
      • Viagem
      • Fotografia
      • Espaço
      • Vídeo

      Sobre nós

      Inscrição

      • Assine a newsletter
      • Disney+

      Siga-nos

      Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados