O que é o Advento e como ele é celebrado?

O feriado, que recebe o nome da palavra latina para chegada, serve como uma contagem regressiva para o Natal, quando os cristãos honram o nascimento de Jesus Cristo.

Por Erin Blakemore
Publicado 9 de dez. de 2022 09:56 BRT
Blessings on Christmas Eve

Nas semanas que antecedem o Natal, as igrejas de todo o mundo celebram o Advento – uma época de reflexão e preparação para o nascimento de Jesus Cristo. Coroas do Advento à luz de velas como esta dentro da igreja Sankt-Petr,i em Magdeburg, Alemanha, significam luz nos dias escuros do inverno.

Foto de Peter Gercke. picture alliance Getty

Antes do Natal, os cristãos se preparam para um dos feriados mais importantes da religião durante o Advento. Com duração aproximada de quatro semanas, é uma época de luz de velas, reflexão e expectativa – uma chance de se preparar para o Natal, a celebração do nascimento de Jesus Cristo.  

As datas da temporada variam de ano para ano. Em 2022, o Advento começa no domingo, 27 de novembro, e termina no sábado, 24 de dezembro.

As origens do Advento

Advento recebe o nome de adventus, a palavra latina para “chegada”. À medida que a igreja cristã se solidificou, no século 5 d.C., o mesmo aconteceu com as tradições por volta de 25 de dezembro.

Por fim, essa preparação ficou conhecida como Advento. No século 6, os cristãos na França celebraram um “St. Quaresma de São Martinho”, que incluía jejuns e abstinência de relações sexuais antes do Natal.

O Advento agora é considerado a primeira estação do ano litúrgico, o ciclo anual da igreja de dias de festa e leituras das Escrituras. Assim como seus ancestrais, os cristãos modernos o veem como uma época de preparação em honra a Cristo. 

O Advento é celebrado em quatro domingos consecutivos, começando no domingo mais próximo de 30 de novembro e terminando em 24 de dezembro, véspera de Natal.

Cada domingo tem um significado tradicional, orações e leituras atribuídas a ele. Eles representam, em ordem, as virtudes cristãs de amor, alegria, esperança e paz. Para os crentes, o Advento representa um período multifacetado durante o qual se prepara para o nascimento de Cristo, celebra a fé, a conversão ao cristianismo e antecipa a eventual ressurreição do filho de Deus.

A coroa do Advento

Considerado uma época de luz, o Advento é simbolizado na igreja por uma coroa de flores perene à luz de velas. Em 1838, Johann Wichern, um pastor luterano alemão, começou a usar esta coroa de flores para ajudar sua congregação a contar os dias até o Natal.

A moderna coroa do Advento tem quatro velas. As duas primeiras e a quarta são roxas, a cor tradicional do Advento. A terceira vela é rosa, representando a metade do Advento e a alegria do próximo feriado.

Os cristãos tradicionalmente oram, cantam e acendem uma vela adicional em cada domingo do Advento até que todas as velas sejam acesas no quarto domingo. Uma quinta vela branca, conhecida como vela de Cristo, às vezes fica apagada no centro da coroa; só é acesa na véspera de Natal.

Calendário do Advento

Outra tradição alemã do Advento é o calendário do Advento. Durante o século 19, os adultos começaram a ajudar as crianças a contar os dias até o Natal. A partir de 1º de dezembro, alguns luteranos alemães fizeram marcas de giz nas portas em antecipação à entrada do menino Jesus, e outros pais criaram maneiras caseiras de contagem regressiva envolvendo lanches e versículos da Bíblia.

Em 1908, o impressor alemão Gerhard Lang produziu o primeiro calendário impresso do Advento. Na infância, sua mãe fazia um calendário artesanal com portas de papelão e bombons dentro. Lang adaptou a ideia para a imprensa, e seus produtos se tornaram extremamente populares na Alemanha. Mas a escassez relacionada à Segunda Guerra Mundial e a renomeação secular do Natal pela Alemanha nazista quase acabaram com o calendário impresso do Advento.

Em 1953, os três netos do presidente dos EUA, Dwight D. Eisenhower, juntaram-se a um apelo para a venda de calendários do Advento importados da Alemanha pela Liga Nacional de Epilepsia.

Foto de Bettmann Archive Getty

Após a guerra, outro impressor alemão, Richard Sellmer, obteve permissão das forças de ocupação americanas para imprimir um calendário do Advento de 1946. Ele usou seus contatos com os americanos para introduzir o calendário do Advento nos Estados Unidos e, com a ajuda do presidente Dwight D. Eisenhower, que foi fotografado abrindo um calendário com seus netos, em 1953, eles se tornaram cada vez mais populares nos Estados Unidos.

Embora o Advento comece tecnicamente no final de novembro, os calendários modernos do Advento geralmente começam em 1º de dezembro e têm pequenas portas ou caixas contendo fotos, bugigangas ou alimentos como chocolate para serem abertos e consumidos antes do Natal. Os varejistas investiram muito no jogo do calendário do Advento, e os consumidores podem escolher calendários do Advento centrados na beleza, personagens populares ou até mesmo no consumo.

Como outras tradições de Natal, os calendários do Advento tornaram-se cada vez mais secularizados nos séculos 20 e 21. Mas suas tradições continuam sendo uma maneira divertida para crianças e adultos aumentarem a alegria do Natal.

Nota do editor: esta história foi publicada originalmente em 29 de novembro de 2021. Ela foi atualizada.

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Cultura
Como o Natal evoluiu ao longo dos séculos
História
Ilha de Páscoa: estátuas continuam em risco após incêndio
História
Egito antigo: quem foi o rei Tut?
História
10 coisas para saber sobre o Dia dos Mortos
História
Benito Mussolini: ascensão, queda e legado do fundador do fascismo

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados