Conheça os uitoto, povo indígena ao qual pertencem as quatro crianças perdidas na Colômbia

Sobreviventes vêm de comunidade com integrantes espalhados pelo sul da Colômbia e nas fronteiras do país com o Peru e o Brasil.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 12 de jun. de 2023, 14:53 BRT
Os uitotos se dividem tradicionalmente em dois grupos: os murui (pessoas do ocidente) e os muinane (pessoas do ...

Os uitotos se dividem tradicionalmente em dois grupos: os murui (pessoas do ocidente) e os muinane (pessoas do oriente).

Foto de Santiago La Rotta

Em 1º de maio deste ano, quatro irmãos com idades de 13, 9, 4 anos, e um bebê de 11 meses, desapareceram depois que foi registrado um acidente aéreo envolvendo o avião no qual sobrevoavam o sul da Colômbia, conforme informado pelo Ministério do Interior do país. 

Após 40 dias perdidos na floresta colombiana onde a aeronave foi encontrada, os quatro irmãos pertencentes à comunidade indígena uitoto foram resgatados com vida na chamada Selva de Guaviare, uma região de difícil acesso localizada entre os departamentos colombianos de Caquetá e Guaviare.

Quem são os uitoto e onde estão localizados

O povo indígena uitoto (também conhecido como huitoto, witoto, murui, muinane, mi-ka, ou mi-pode) habita a floresta tropical colombiana dentro dos departamentos administrativos do Amazonas, Caquetá e Putumayo, no sul da Colômbia. 

Mas integrantes dessa comunidade também residem em alguns dos países vizinhos, como nas fronteiras do Brasil e do Peru, de acordo com um documento do Ministério da Cultura colombiano intitulado "Os uitoto, filhos do tabaco, coca e mandioca doce".

De acordo com o governo colombiano, esse povo se divide tradicionalmente em dois grupos: os murui (pessoas do ocidente) e os muinane (pessoas do oriente). 

Destes, eles se se separam ainda em três grupos linguísticos distintos: os uitoto minica ou meneca, que vivem próximos à cabeceira do Rio Igara Paraná e às margens dos rios Caquetá e Putumayo, na região amazônica; os uitoto nipode ou muinane, que vivem na fronteira colombo-peruana; e os bue ou murui que, em sua maioria, estão localizados na fronteira entre Colômbia e Peru, no departamento do Amazonas, às margens do rio Cara-Paraná.

(Conteúdo relacionado: O que significa yanomami?)

Como é a cultura uitoto

Na cosmogonia uitoto, ou seja, conjunto de princípios que explicam a origem do universo e dos povos, uma entidade conhecida como “o pai criador” surgiu quando um redemoinho de vento juntou detritos que adquiriram a forma humana. Segundo explica o documento do governo colombiano, quando apareceu na Terra “o pai criador” recebeu o nome de Echikirama, que significa “ser avermelhado”, e foi quem deu início aos uitoto.

De acordo com o documento, dentro da concepção desse povo indígena, pode-se identificar uma cartografia social e sagrada. Por exemplo, existem áreas de reserva onde não é permitido realizar atividades de caça, pesca, coleta ou desmatamento, pois são consideradas lugares habitados pelos criadores. Da mesma forma, são comuns rituais para a coleta de amendoim, o plantio e a caça.

Quanto à organização política, o poder é transmitido de geração em geração. A autoridade tradicional é conhecida como iyaima, o ancião líder do clã, que governa o território e cuida dos objetos sagrados. Além disso, conforme acrescentado pelo órgão colombiano, existe ainda uma autoridade não-tradicional representada pelos conselhos das diferentes comunidades.

Qual é a história do povo uitoto

Os uitoto permaneceram isolados e desconhecidos aos povos não-indígenas até o início do século 20, quando a exploração da borracha e da casca de quina avançou pela região onde habitam, afirma o documento do ministério colombiano. 

A extração desses recursos causou dispersão, redução populacional e perda de práticas e conhecimentos tradicionais da comunidade, que chegou a ser submetida a torturas. Estima-se que durante o "boom da borracha" colombiana, que durou entre 1912 e 1929, cerca de 40 mil indígenas perderam a vida, segundo dados do documento governamental.

"Para escapar dessa situação de extermínio pela exploração da borracha, os uitoto fugiram depois de resistir e se rebelar. Foi por meio dessas migrações que conseguiram sobreviver e se estabelecer em locais distantes de seu território de origem", afirma o documento do Ministério da Cultura.

Após a década de 1940, diferentes ciclos de exploração de recursos, com seus consequentes processos de colonização e extorsão das comunidades nativas, continuaram a dispersar os uitoto, acrescenta o ministério.

No entanto, no meio do século 20, os uitoto iniciaram um processo de recuperação sociocultural e, em 1988, criaram o "Resguardo Predio Putumayo", a maior reserva indígena da Colômbia, por meio da qual estabeleceram um novo modelo organizacional com altos níveis de integração étnica e social.

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados