Biomas brasileiros: quais são e onde estão localizados?

O Brasil é o país mais biodiverso do mundo – e sua grande variedade de espécies é distribuída entre seis grandes ecossistemas.
Foto de Tomaz Silva Agência Brasil

Cachoeira do Horto no percurso de trilhas dentro da mata atlântica na Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 23 de fev. de 2023, 10:17 BRT

A grande extensão territorial do Brasil também traz uma ampla variedade de ecossistemas. Compostos por fauna e flora singulares, os biomas brasileiros fazem com que o país seja considerado o mais biodiverso do mundo. 

Segundo o tratado da Organização das Nações Unidas, a Convenção Sobre Diversidade Biológica, um acordo internacional multilateral em vigor desde 1993 que trata da proteção e do uso da diversidade biológica em cada país signatário, o Brasil abriga entre 15 e 20% da diversidade biológica mundial, com uma média de 700 novas espécies animais descobertas a cada ano.

Essa alta biodiversidade é distribuída por seis biomas – conjuntos de ecossistemas, habitats ou comunidades biológicas com certo nível de homogeneidade em relação ao clima, solo, altitude e outros critérios – que são: Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pampa e Pantanal. 

Amazônia é o maior bioma do mundo e também é o maior do Brasil. De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a floresta amazônica abrange 49,29% do território brasileiro, estando presente em nove estados: Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Além do Brasil, a Amazônia também se estende por mais nove países da América do Sul (Paraguai, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Guiana Francesa e Suriname) em 4.196.943 quilômetros quadrados (km²). As florestas densas e abertas da Amazônia estão entre os maiores hotspots de diversidade do mundo, abrigando cerca de 40 mil espécies de plantas, 300 de mamíferos e 1,3 mil de aves. 

A Floresta Amazônica se estende por mais de quatro milhões de quilômetros quadrados, sendo que 60% ...

A Floresta Amazônica se estende por mais de quatro milhões de quilômetros quadrados, sendo que 60% dela está em território brasileiro. A Amazônia é casa de milhares de espécies endêmicas e também de povos originários. Na foto, visão aérea de uma maloca indígena na floresta amazônica

Foto de Fernando Frazão Agência Brasil

A Caatinga é o único bioma exclusivo do Brasil. Corresponde a 11% do território nacional – área que abrange cerca de 27 milhões de pessoas nos estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia e Minas Gerais.

Com uma vegetação adaptada ao clima árido, o bioma também possui uma biodiversidade restrita porque parte de sua variedade biológica não é encontrada em nenhum outro lugar do mundo. Segundo o ICMBio, a Caatinga abriga a maior diversidade de plantas conhecida no Brasil e uma das mais importantes áreas secas tropicais do planeta. Mesmo assim, atualmente 46% do seu território é desmatado e explorado de forma ilegal, o que contibuiu para o risco de desertificação. 

Cerrado

Segundo maior bioma do Brasil – e da América do Sul –, o Cerrado é a região que possui a vegetação de savana mais rica do mundo. Segundo ICMBio, o bioma é composto por inúmeras espécies de plantas nativas e diversas espécies endêmicas de animais. Estima-se que mais de 6 mil espécies de árvores e 800 de aves sejam encontradas no bioma. 

Cerrado abrange 25% do território nacional, entre 1,8 e 2 milhões de km2, localizado nos estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso do Sul, sul do Mato Grosso, oeste de Minas Gerais, Distrito Federal, oeste da Bahia, sul do Maranhão, oeste do Piauí e porções do estado de São Paulo.

Um lobo-guará (Chrysocyon brachyurus), animal símbolo do Cerrado, mostra os dentes e a língua enquanto passeia ...

Um lobo-guará (Chrysocyon brachyurus), animal símbolo do Cerrado, mostra os dentes e a língua enquanto passeia grama alta e flores silvestres.

Foto de Joseph H. Bailey

Formações florestais, restingas, manguezais e campos de altitude que compõem a Mata Atlântica estão presentes em 17 estados do Brasil, com ocorrência principalmente no litoral. Segundo o ICMBio, aproximadamente 120 milhões de brasileiros vivem nestas regiões, assim como cerca de 20 mil espécies vegetais, 261 de mamíferos, 200 de répteis, 370 de anfíbios, 350 de peixes e 849 espécies de aves.

Originalmente, a Mata Atlântica ocupava uma área aproximada de 1,3 milhão de km². Entretanto, devido à predação que acompanha a história do bioma desde a chegada dos primeiros navios portugueses ao país, hoje restam pouco mais de 100 mil km². 

Macaco-prego na mata atlântica, seu habitat natural, na Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro

Macaco-prego na mata atlântica, seu habitat natural, na Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro

Foto de Tomaz Silva Agência Brasil

Restrito ao estado do Rio Grande do Sul, onde ocupa uma área de 178 mil km², o Pampa é uma das áreas de campos temperados mais importantes do mundo, segundo o ICMBio. O bioma conta com uma paisagem de terras baixas e predominantemente planas, com colinas arredondadas conhecidas como "coxilhas".

Além disso, o Pampa também conta com ecossistemas de campos, capões de mata (ilhas de vegetação que formam um arquipélago florestal no meio do campo rupestre), matas ciliares e banhados (áreas úmidas). O ICMBio estima que 3 mil espécies de plantas, 102 de mamíferos, 476 de aves e 50 espécies de peixes vivem no bioma. O Pampa também é onde fica a maior parte do aquífero Guarani, um dos maiores reservatórios subterrâneos de água doce do mundo.

Pantanal 

Pantanal é uma das maiores extensões úmidas contínuas do mundo, com grande e rica biodiversidade. O bioma ocupa uma área aproximada de 210 mil km², que inclui parte da região Centro-Oeste do Brasil, nos estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul, próximo às fronteiras com a Bolívia e o Paraguai. 

Segundo o ICMBio, o Pantanal mantém boa parte da sua cobertura vegetal nativa, o que favoreceu a permanência de espécies que estão ameaçadas em outros biomas. Os ecossistemas do Pantanal abrigam cerca de 3,5 mil espécies de plantas, 124 de mamíferos, 463 de aves e 325 espécies de peixes.

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2023 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados