Como são as comemorações de Ano Novo em 5 diferentes culturas

Desde seguir o calendário lunar até aguardar ansiosamente a chegada da primavera, algumas pessoas dão as boas-vindas ao Ano Novo com tradições que acontecem em diferentes épocas do ano – e não só em dezembro.

Por Redação National Geographic
Publicado 19 de dez. de 2023, 15:00 BRT
Uma mulher joga uma oferenda no rio Mekong durante a celebração do Ano Novo na cidade ...

Uma mulher joga uma oferenda no rio Mekong durante a celebração do Ano Novo na cidade de Luang Prabang, no Laos.

Foto de John Stanmeyer

Faltam apenas alguns dias para o início de 2024 – pelo menos no calendário gregoriano (que é aquele introduzido pelo Cristianismo no século 16) – e nos países que o seguem. Entretanto, outras culturas comemoram o chamado Ano Novo em épocas distintas que nada têm a ver com o mês de dezembro. 

National Geographic separou algumas destas festividades e revela um pouco sobre como essas tradições podem ser curiosas. Acompanhe.

O conhecido Ano Novo Gregoriano

Marcação do tempo que vigora no Brasil e na maioria dos países do Ocidente, Ano Novo Gregoriano começa 1º de janeiro – que é e marca o primeiro dia do calendário gregoriano, como conta o artigo da National Geographic britânica intitulado “A calendar of New Year celebrations around the world” (“Um calendário de comemorações do Ano Novo em todo o mundo”, em tradução livre).

A conhecida comemoração geralmente é marcada por ritos e cerimônias que simbolizam o descarte do ano anterior e a celebração do ano seguinte. Elas variam de país para país – mas no Brasil uma das tradições é vestir-se com roupas brancas na virada do ano para trazer paz e boa sorte.

As comemorações do Ano Novo Chinês

Ano Novo Chinês (ou Festival da Primavera) está vinculado ao calendário lunar, portanto a data exata varia de ano para ano nos calendários ocidentais, como conta um artigo sobre o tema publicado na National Geographic do Reino Unido. 

festival é típico da China e de outros países asiáticos e tem vários rituais associados a ele, como limpar as casas para se livrar da má sortevestir-se com a cor vermelha e soltar fogos de artifício para afastar os maus espíritos, explica a Encyclopaedia Britannica (plataforma de educação do Reino Unido). Em 2024, o Ano Novo Chinês ocorrerá em 10 de fevereiro.

Na foto se vê um festival de lanternas, um importante costume no Japão, durante a comemoração do Ano Novo Lunar.

Foto de Hiroki Kobayashi

Noruz, um Ano Novo para 300 milhões de pessoas

Noruz (também conhecido pelos nomes de NowruzNouruz ou Norouz), é o dia do equinócio de primavera e é um festival antigo que marca o primeiro dia da primavera. Trata-se também do início do Ano Novo com a renovação da natureza, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).

A celebração é realizada por mais de 300 milhões de pessoas em regiões como a Ásia Central, os Bálcãs, o Cáucaso, a bacia do Mar Negro, e o Oriente Médio, entre outras, e é celebrada há mais de 3 mil anos, conta a ONU. 

Rituais, cerimônias e eventos culturais são realizados por cerca de duas semanas nessa época. Um importante costume característico é reunir-se para uma refeição com a família e os amigos em torno de uma mesa decorada com objetos que simbolizam pureza, brilho, vida e prosperidade, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Há também apresentações de música e dança nas ruas, rituais públicos de fogo e água, competições esportivas tradicionais e a confecção de vários artesanatos. Desde 2016, o festival está inscrito na Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

Algumas pessoas pulam sobre o fogo, como nesta foto, durante a típica celebração do Nouruz ou Ano Novo Iraniano, no centro IMAN em Los Angeles, Califórnia (Estados Unidos).

Foto de Lynsey Addario

Diwali, a celebração hindu para novos começos

Diwali, ou "Festival das Luzes", é uma celebração hindu anual de cinco dias centrada em novos começos. Como aponta o artigo da National Geographic do Reino Unido, a data da comemoração muda anualmente, embora seja realizada, de maneira geral, entre outubro e novembro. 

O evento ocorre no Amavasya (ou seja, na Lua Nova), que é a noite mais escura do calendário hindu. de acordo com informações da ONU, culturalmente o Diwali representa a vitória do bem sobre o mal, e da luz sobre a escuridão.

Dependendo do local da comemoração, os costumes podem variar. Embora seja comum que as pessoas adorem Lakshmi, a deusa hindu da riqueza, e decorem suas casas com areia colorida, pasta de arroz e flores.

Rosh Hashaná, como é o Ano Novo Judaico

Outra comemoração que dá as boas-vindas ao Ano Novo é o Rosh Hashaná ou Ano Novo Judaico. Como aponta um artigo da National Geographic Brasil, os praticantes do judaísmo seguem o calendário lunar hebraico (e não o calendário gregoriano tradicional). 

Portanto, os dias são contados de forma diferente. Em 2023, por exemplo, a véspera de Ano Novo ocorreu em setembro.

Já de acordo com a National Geographic britânica, "o Rosh Hashaná é um período de reflexão para expiar qualquer irregularidade cometida durante o ano e perdoar os outros”, explica a reportagem. “Um shofar (trombeta de chifre de carneiro) é tocado antes e durante o Rosh Hashaná, e no final do período, que serve como um chamado para inspirar o exame de consciência e o crescimento para o ano seguinte". 

Além disso, é uma tradição que as pessoas não trabalhem e participem de cerimônias especiais em suas sinagogas (templo judaico). Em 2024, o Ano Novo Judaico começa na noite de quarta-feira, 2 de outubro, e terminará na noite de sexta-feira, 4 de outubro.

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados