Um homem caminha ao longo de uma estrada no vilarejo de Purnia, em Bihar, na Índia.

Os 7 benefícios de caminhar, segundo a ciência

Melhora nas funções cardíacas e menos vontade de comer doces: veja os benefícios da caminhada

Um homem caminha ao longo de uma estrada no vilarejo de Purnia, em Bihar, na Índia.

Foto de John Stanmeyer
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 12 de jan. de 2024, 12:00 BRT

Uma das maneiras mais acessíveiseconômicas e fáceis de se exercitar é fazer uma caminhada. Afinal, caminhar é algo que se faz desde sempre e não requer um local específico para praticar. Pesquisas recentes mostram que ficar sentado pode ser mais prejudicial à sua saúde do que fumar, segundo artigo publicado no site da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. 

Felizmente, levantar-se da cadeira ou do sofá e sair para caminhar pode ajudar a prevenir muitas enfermidades, desde doenças cardíacas e diabetes até pressão alta, evitar câncer, melhorar a imunidade e muito mais. Conforme a American Council on Exercise (ACE Fitness), respeitada instituição de promoção de exercícios físicos e bem-estar dos Estados Unidos, caminhar pode trazer até sete benefícios ao corpo humano

Confira, a seguir, os 7 benefícios de caminhar de acordo com  American Council on Exercise e veja como aproveitar essa atividade para a sua saúde. Depois é só colocar um sapato confortável e sair por aí! 

1. Caminhas queima calorias e evitar o sobrepeso

Caminhar cerca de 1,5 km gasta cerca de 100 calorias, portanto como o corpo naturalmente armazena gordura, ao aumentar a quantidade e o nível de atividade física apenas com uma caminhada constante, a pessoa já abate calorias, como afirma a ACE

Além disso, segundo o artigo de Harvard, caminhar neutraliza os efeitos dos genes que promovem o peso corporal. Pesquisadores da Universidade de Harvard analisaram 32 genes que promovem a obesidade em mais de 12 mil pessoas para determinar o quanto esses genes realmente contribuem para o peso corporal. Entre os participantes do estudo que caminharam rapidamente por cerca de uma hora por dia, os efeitos desses genes foram reduzidos pela metade.

2. Fazer uma caminhada melhora a oxigenação do sangue

Andar estimula o aumento do número de mitocôndrias, parte das células relacionadas ao processo de respiração celular que transforma oxigênio em energia para o corpo. Dessa forma, como explica o texto da ACE, ao caminhar a pessoa estimula as células musculares a produzir mais mitocôndrias e, assim melhorando a oxigenação do corpo e deixando o corpo mais eficiente, com mais energia

3. O ato de andar impulsionar as funções cardíacas

Como o coração é o músculo responsável por bombear o sangue para o corpo e para seu funcionamento geral (inclusive dos demais músculos), uma caminhada tranquila ou moderada é uma maneira segura e eficaz de fortalecer o coração

Segundo o artigo da ACEcaminhar contribui para deixar a circulação sanguínea mais eficiente – carregando mais oxigênio pelo sangue.

4. Caminhar ajuda a diminuir a vontade de comer doces 

Muita gente tem uma ânsia por doces, um desejo que o açúcar acarreta em muitas pessoas. Pois caminhar pode ajudar também a melhorar essa “compulsão” por doces – especialmente por chocolate, sendo outro benefício listado no artigo da Universidade de Harvard.

De acordo com dois estudos da Universidade de Exeter, na Inglaterra, descobriu-se que uma simples caminhada de 15 minutos (todos os dias) pode diminuir o desejo por chocolate e até mesmo reduzir a quantidade de chocolate ingerida pela pessoa em situações estressantes. 

O estudo ainda confirma que caminhar pode reduzir o desejo e a ingestão de uma variedade de comidas açucaradas em geral.

Uma pessoa caminha sobre o gelo na costa da Ilha King Williams, que fica no Canadá.

Uma pessoa caminha sobre o gelo na costa da Ilha King Williams, que fica no Canadá.

Foto de Renan Ozturk

5. Andar reduz o risco de câncer de mama

Pesquisadores de diversas universidades já afirmaram que todo tipo de atividade física diminui o risco de uma pessoa desenvolver câncer de mama. Mas um recente estudo da American Cancer Society, que concentrou seu foco na caminhada, descobriu que as mulheres que caminhavam sete ou mais horas por semana tinham um risco 14% menor de desenvolver câncer de mama do que aquelas que caminhavam três horas ou menos por semana. 

O estudo afirmou ainda que a caminhada proporcionou essa proteção mesmo para as mulheres que já possuíam fatores de risco de câncer de mama, como excesso de peso ou uso de hormônios suplementares.

6. Caminhar alivia as dores e inflamações articulares

Conforme o artigo no site da instituição e uma publicação especializada no tema (caminhada) da Universidade de Harvard, vários estudos descobriram que caminhar reduz a dor relacionada à artrite e que andar de 8 a 10 quilômetros por semana pode até mesmo evitar o surgimento da artrite. 

Isso porque os estudos observaram que a caminhada protege as articulações – especialmente as dos joelhos e dos quadris, que são mais suscetíveis à osteoartrite – lubrificando-as e fortalecendo os músculos que as sustentam, se a pessoa mantém o hábito constante de caminhar.

7. Uma simples caminhada estimula a imunidade

O ato de caminhar pode ajudar a melhorar o sistema imune e, assim, proteger a pessoa até de possíveis gripes e resfriados

De acordo com a Universidade de Harvard, um estudo com mais de 1 mil homens e mulheres descobriu que aqueles que caminhavam pelo menos 20 minutos por dia, por pelo menos cinco dias por semana, tinham 43% menos dias de doença em geral do que aqueles que se exercitavam uma vez por semana ou menos. E quando ficavam doentes, além da duração ser menor, os sintomas também eram mais brandos.

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados