Como ocorre o fenômeno do alinhamento dos planetas?

As conjunções planetárias precisam de dois ou mais objetos do Sistema Solar para ocorrer. Descubra o fenômeno em profundidade de acordo com a astronomia.

Ilustração do Sistema Solar.

Arte de DANA BERRY
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 28 de jun. de 2023, 14:39 BRT

Os planetas do Sistema Solar orbitam o Sol em velocidades diferentes e, da perspectiva da Terra, movem-se pelo céu noturno em escalas e momentos diferentes. O oposto é verdadeiro para as estrelas, que parecem estar fixas em um único ponto, diz o Instituto de Astronomia da Universidade Autônoma do México (Unam). 

Em perspectiva, as conjunções ou alinhamentos planetários podem ocorrer entre dois ou mais planetas, entre planetas e a Lua, entre planetas e o Sol, ou entre o Sol e a Lua. Quando este último ocorre, o satélite natural está na fase de lua nova, conclui a Unam. 

(Talvez você se interesse por: Estes são os 4 astronautas que viajarão à Lua na próxima missão da NASA, depois de 50 anos

O que é uma conjunção planetária?

As conjunções ocorrem quando um grupo de planetas visto da perspectiva da Terra "tem a mesma longitude celestial". Ou seja, eles estão localizados na mesma coordenada eclíptica (posição de um objeto celeste), diz Beatriz García, astrônoma especializada em astrofísica e pesquisadora do Conselho Nacional de Pesquisas Científicas e Técnicas da Argentina (Conicet). 

Os planetas no céu parecem estar próximos uns dos outros porque a latitude celestial (distância entre suas órbitas e a da Terra) é diferente para cada um deles, embora vistos da Terra pareçam estar sobrepostos ou alinhados. Portanto, eles podem até se sobrepor e se esconder um em cima do outro, conclui García. 

Visão do Telescópio Espacial Hubble de Io e sua sombra em Júpiter.

Visão do Telescópio Espacial Hubble de Io e sua sombra em Júpiter.

Foto de NASA JOHN SPENCER (LOWELL OBSERVATORY)

Há também três variantes de conjunção que se distinguem de acordo com a posição de um planeta em relação ao Sol e à Terra, diz a astrônoma: 

  • Conjunção inferior: corpos que se alinham entre o Sol e a Terra. Precisamente os planetas Mercúrio e Vênus, e a Lua; 
  • Conjunção superior: consiste no alinhamento dos planetas que seguem a Terra, enquanto o Sol se interpõe no meio desses corpos espaciais;
  • Oposição: em situações em que a Terra é o planeta entre a linha traçada pelo Sol e outro planeta no Sistema Solar. 

A grande conjunção entre dois gigantes gasosos

Um artigo publicado pela Unam informa que, em dezembro de 2020, ocorreu um fenômeno espacial que não acontecia há 800 anos: o alinhamento de Júpiter e Saturno. Anteriormente, o fenômeno havia ocorrido em 4 de março de 1226. Nas ocasiões, os planetas pareciam "duplos" devido às suas coordenadas eclípticas próximas, e o fenômeno foi apelidado de "a grande conjunção". 

(Relacionado: O que é um ano-luz?) 

"Os planetas parecem se cruzar regularmente no Sistema Solar, com as posições de Júpiter e Saturno se alinhando no céu aproximadamente uma vez a cada 20 anos", argumenta o artigo da Unam. 

O fenômeno óptico também foi único devido ao tempo que os planetas levam para orbitar o Sol, diz a Unam. Enquanto a Terra orbita o Sol em 365 dias, Júpiter orbita o Sol a cada 11,8 anos terrestres e Saturno leva 29,5 anos. 

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados