Saiba quais são as 7 maravilhas do mundo moderno

Brasil, México e Peru são alguns dos países da América Latina que abrigam essas maravilhas.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 5 de jul. de 2023, 13:15 BRT
Grande Muralha da China.

Grande Muralha da China.

Foto de GETTY IMAGES INC

Ao longo dos séculos, muitas paisagens e construções têm se destacado e despertado admiração aos olhos da humanidade. Existe, inclusive, uma lista datada do século 2 a.C. que reconhece as sete maravilhas do mundo. 

Quais são as 7 maravilhas do mundo antigo?

De acordo com a Enciclopédia Britannica (plataforma de dados voltada para a educação do Reino Unido), a partir do século 2 a.C., vários observadores elaboraram uma lista de sete obras arquitetônicas e esculturais do Mediterrâneo e do Antigo Oriente, hoje Síria, Líbano, Israel, Palestina e Iraque. 

Eram elas: a Grande Pirâmide de Gizé, no Egito; os Jardins Suspensos da Babilônia, o Templo de Ártemis, em Éfeso; a Estátua de Zeus, em Olímpia; o Mausoléu de Halicarnasso; o Colosso de Rodes; e o Farol de Alexandria.

Essas sete maravilhas do mundo antigo inspiraram a criação de outras listas de atrações, tanto naturais quanto artificiais (construídas), por gerações sucessivas, acrescenta a Britannica

Quais são as 7 maravilhas do mundo moderno?

Das sete maravilhas do mundo antigo, a Pirâmide de Gizé é a única que sobreviveu ao tempo. Em 2000, uma fundação suíça lançou uma campanha para determinar as novas sete maravilhas do mundo moderno. 

Milhões de pessoas em todo o mundo votaram. Entre os resultados finais, que foram anunciados em 2007, estão três locais da América Latina. Confira a seguir as sete maravilhas do mundo moderno:

1. Grande Muralha da China

Foi construída por volta de 220 a.C. pelo imperador Qin Shi Huang. Ele ordenou que seções de fortificações construídas anteriormente fossem reunidas para criar um sistema de defesa contra a invasão dos povos do norte, revela a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

A organização relata que o trabalho de edificação da Grande Muralha da China continuou até a dinastia Ming (1368-1644), resultando na maior obra de engenharia militar de todos os tempos. Ela está na Lista de Patrimônio Mundial da Unesco desde 1987.

2. Chichén Itzá, México

Pirâmide de El Castillo em Chichén Itzá.

Foto de Paul Nicklen

Chichén Itzá era uma cidade na Península de Yucatán (México) que data dos séculos 9 e 10. De acordo com a Unesco, foi um dos centros mais importantes da civilização maia

Entre os edifícios que sobreviveram ao tempo, estão o Templo dos Guerreiros, o Castelo e o observatório circular conhecido como El Caracol. Devido à sua importância, também está na lista de patrimônios da Unesco desde 1988.

3. Petra, Jordânia

As paredes em ruínas de Petra mostram camadas de faixas formadas pela oxidação do ferro. David Loope investiga uma hipótese microbiana para a origem das faixas de óxido de ferro nos arenitos de Petra.

Foto de DAVID B. LOOPE

Petra é um dos sítios arqueológicos mais famosos do mundo. Está localizado na atual Jordânia, em um vale remoto entre penhascos e montanhas de arenito Sua arquitetura foi parcialmente esculpida na rocha.

De acordo com a Unesco, nos tempos antigos, Petra era uma importante encruzilhada para as caravanas comerciais que viajavam entre a Arábia, o Egito, a Síria e a Fenícia. Assim como os destinos anteriores, esse local é considerado Patrimônio Mundial desde 1988.

4. Machu Picchu, Peru

Uma lhama tem vista para a antiga cidade inca perdida de Machu Picchu, no Peru.

Foto de SHUTTERSTOCK

Uma das maravilhas do mundo moderno localizada na América Latina é Machu Picchu. O santuário é considerado uma das realizações arquitetônicas mais imponentes do Império Inca, e está a uma altitude de 2430 metros, no meio de uma floresta tropical montanhosa. É um Patrimônio Mundial desde 1983.

5. Cristo Redentor, Brasil
 

Vista aérea do Cristo Redentor, que fica localizado no topo do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro.

Foto de Charles Allmon

O icônico Cristo Redentor, no topo do Morro do Corcovado, no Rio de Janeiro, é outro destaque. A construção começou em 1926 e foi concluída cinco anos depois. 

Enciclopédia Britannica informa que o monumento é feito de concreto armado e possui 30 metros de altura – excluindo sua base (que tem cerca de 8 metros) – e seus braços estendidos medem 28 metros. É a maior escultura Art Déco (nome dado a um estilo de artes decorativas e de arquitetura) do mundo, estando coberto por cerca de seis milhões de azulejos.

6. Coliseu, Itália

O Coliseu ao amanhecer.

Foto de SHUTTERSTOCK

O Coliseu de Roma é considerado uma proeza da engenharia, sendo construído no século 1 sob as ordens do imperador Vespasiano, afirma a Britannica. O anfiteatro mede 189 por 156 metros e apresenta um complexo sistema de abóbadas. 

Em seu auge, a estrutura era capaz de acomodar 50 mil espectadores, que podiam assistir a lutas de gladiadores e combates entre humanos e animais.

7. Taj Mahal, Índia

Taj Mahal ao pôr do sol.

Foto de GETTY IMAGES INC

A sétima maravilha do mundo moderno é o Taj Mahal, na Índia. Trata-se de um imponente mausoléu de mármore branco construído entre 1631 e 1648 por ordem do imperador mogol Shah Jahan para perpetuar a memória de uma de suas esposas, explica a Unesco.

O mausoléu apresenta pedras semipreciosas em forma geométrica, uma cúpula central cercada por quatro quatro cúpulas menores e um enorme jardim com um espelho d'água, descreve a Britannica

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados